domingo, 3 de janeiro de 2016

É chegado o tempo de repensar!

Uma reflexão sobre as ações praticadas em 2015

Mais um ano finaliza, muitos fatos aconteceram, uns bons, outros ruins. A nação brasileira neste ano de 2015 muito apanhou dos nossos representantes, que foram eleitos para nos defender e fazer o melhor para a mesma. É triste lembrar-se de tanto dinheiro que foi desviado da Petrobras, e do outro lado inúmeras famílias vivendo a mais paupérrima situação debaixo de viadutos, em ruas, passando fome, sem teto.
É chegado o momento de repensar, de dizer não a quem muito prometeu e não cumpriu, bem como um pleito vem chegando e eles vão bater em sua porta, querendo o seu apoio e o de sua família. É hora de você, caro leitor, refletir que a maioria desses políticos larápios, que lapidam o erário público, teve um excelente Natal com banquetes, comidas e bebidas que um salário mínimo não dá para pagar, salário o qual eles mesmos insistem em dizer que é digno, que o cidadão e sua família podem se alimentar. Devo ainda elencar que a desigualdade é exacerbante ao ponto do cidadão ficar mesmo indignado.
Existem tantos projetos de políticos querendo entrar para boa vida, ou seja, se tornar um, às custas do povo. É repugnante a forma enganadora que muitos tentam adentrar na vida da sociedade, são mesquinhos, covardes, só pensam em si próprio. O cidadão só serve para votar e pagar imposto, a que ponto chegou a democracia? Fico refletindo ao ver certos pré-candidatos dizendo que será diferente, ora se teve quatro anos para mostrar serviço, por que não mostrou?
Enquanto o pobre come arroz com feijão, eles comem contrafilé, viajam para a praia de férias, isso quando não vão para fora do País.  Advinha quem é o responsável pela diversão? O cidadão inconsciente, porém é enganado por esses que só querem os regalos da vida de um político. É difícil entender a mente do ser humano, que normalmente deixa-se levar por tantas inverdades, e nem procura se certificar da índole do cidadão político, que muito bate à sua porta em toda época de pleito eleitoral.
Neste País do faz de conta, onde existe uma arcaica constituição cheia de brechas, o mal político faz e acontece e fica por isso mesmo. E o cidadão que trabalha honestamente vive à beira do suplício, nas piores condições de vida. 
Que falta de atitude por parte dos nossos governantes. Logo eles estarão em nossas portas querendo aquele apoio. Seria tão bom se o voto fosse facultativo. Tenho plena convicção que boa parte da sociedade iria arrumar uma diversão no tão renomado dia que eles chamam de exercer a democracia. 
Entretanto, a reflexão é o escudo para nos proteger da astúcia quem vem se aproximando em 2016, chamada tempos de campanha eleitoral, contudo, campanha eleitoral é feita todo dia, os que dizem ser representantes usam do poder para politicar quatro anos e o que não estão ficam ansiosos para entrar e fazer o mesmo. É muita hipocrisia para uma nação suportar.

Comente este artigo.

Um comentário:

  1. É triste que muitas pessoas se contentam com um "bolsa família" sendo que o que elas tem direito é muito maior do que essa esmola... Não sei se o voto facultativo resolveria, visto que antigamente lutávamos para conseguir esse dinheiro. O que falta é consciência e caráter por parte da população, além de se ter em mente a importância do voto e também de que se fomos nós que colocamos pessoas lá, podemos tirá-las também.
    rsenhando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir