quarta-feira, 25 de maio de 2011

Resposta a um homossexual



Resposta do Pastor Caio Fabio a um homossexual não pervertido, que diz sentir-se atraído por homens desde a sua mais remota memória:
Meu amado irmão: Graça e Paz! O tema acerca de gays, homossexualismo, assexualidade, e outras coisas relacionadas a situações do gênero, estão amplamente expostas no site (http://www.caiofabio.net/conteudo.asp?codigo=01151).

Apenas para eu não repetir a você o que já disse inúmeras vezes, peço que você vá até Cartas—aqui no site—e escreva as palavras que lhe interessam, e clique. O site vai mostrar a você todas as resposta onde o tema foi tratado. Ora, isto posto, eu quero falar com você acerca de outra coisa, bem mais grave: seu processo de adoecimento psicológico em razão de sua auto-visão e dos rigores com os quais o “seu deus” trata você, em sua consciência. Assumindo que você lerá os textos que lhe indiquei, quero deixar com você algo sério, portanto, o que lhe direi, que seja de mim cobrado, diante de Deus, se eu estiver induzindo você ao erro. Eu sei que não estou, e em mim dá testemunho a Palavra e o Espírito:

1. Você é de Jesus. Vai pro céu. Está salvo. É meu irmão. É filho de Deus. Jesus é seu Sumo-sacerdote. Está tudo pago. Afinal, você não é uma surpresa para Deus. O Cordeiro de Deus foi imolado por você “antes da fundação do mundo”. Então, meu amado irmão, creia e descanse.

2. As causas da homossexualidade são complexas. Vão de possíveis alterações genéticas à condicionamentos psicológicos; vão desde questões de natureza essencial—como é o seu caso—à opção viciosa, que também existe. Quando o N.T.—em Paulo e no Apocalipse—fazem referencia a que não herdarão o reino dos céus os que tais coisas praticam, a referencia era ao extremo; ou seja: à opção consciente pelo sexo como perversão e maldade. Assim também com relação aos adúlteros, feiticeiros e até “covardes” ou “tímidos”, conforme lá se diz. Portanto, se está falando de outra coisa, bem diferente.

3. Vá em Artigos e leia “A Graça e a Libertação das Taras Humanas”; leia também outros textos. Neles você vai descobrir que sua salvação é eterna, e não está sujeita a você mesmo. É o Evangelho que é a Boa Nova para você; não é você que é uma Boa Nova para o Evangelho. Inverter essa ordem—que é a ordem natural da religião sem Graça e que se gloria na Lei e na Moral—é o inferno dos crentes; só que a maioria ainda não descobriu que apesar de se confessar salva, vive, de fato, no inferno.

4. A sua questão de por que Jesus não “topou com um cara como você”, ou de por que não houve documentação de tal encontro, no caso de ter havido, é interessante e importante. Veja, os evangelhos ou mesmo toda a Escritura, também não nos dizem nada sobre alguém ter passado a desejar uma pessoa de quem nunca gostou, sexualmente falando, é claro. Tenho dito insistentemente aqui no site que esse departamento Deus deixou para o homem, para a alma...Essas coisas que são da essência do ser, seja por serem congênitas ou psicologicamente arraigadas, não são mencionadas como objeto de intervenções súbitas. Elas são completamente singulares, e demandam processo e auto-percepção. E, sobretudo, descanso na Graça de Deus. Por último, eu quero dizer que Jesus "topou" com essas situações sim. Ele apenas as tratou do único modo que eles têm que ser tratadas e no único ambiente: o modo é o amor misericórdioso, que tira a culpa; e o ambiente é o secreto, é o coração. Ele não esmaga a cana quebrada, e nem apaga a torcida que fumega.

5. A “igreja” nunca estará pronta para lidar com essas questões, pois, tais fatos da realidade, quebram as espinha dorsal das certezas e das vendas de cura da “igreja”. A “igreja” não tem humildade para lidar com o “silêncio”, com o “mistério”, como inexplicável. Então, se for bom, é de Deus; se for mal, é do diabo. Assim é o “mundo” da “igreja”. Ora, as coisas da vida, num mundo caído, não são assim: bem e mal se permeiam...morte e vida andam juntas...poder e fraqueza são sócios...terceiro céu e espinho na carne não se separam.

6. Não se explique para ninguém. Vá à igreja que lhe agradar, faça amizades, mas não tente se explicar. Não dará certo enquanto os crentes engolirem camelo e coarem mosquitos; e enquanto não souberem fazer a diferença entre um pervertido maligno, e um ser humano sofrendo de um espinho na carne...desde sempre. Concluindo, repito, leia tudo o que você achar aqui, medite, acalme o coração, e me escreva outra vez. Receba meu carinho e orações.
Nele, que nos fez irmãos, Caio.


Comente o texto, participe com sua opinião!

4 comentários:

  1. Muito bom! Chega de ouvir besteira em nome de Deus!!!

    ResponderExcluir
  2. Gostei,
    Não temos o direito de julgar alguém por sua orientação sexual, não importa qual, alí existe um ser humano que assim como todos precisa de amor carinho e respeito. Não sou a favor ou contra o homossexualismo sou a favor da vida e contra a crueldade, a carnificina em almas que na verdade carecem de amor. Somente a Deus cabe o julgamento, condenação ou salvação.

    ResponderExcluir
  3. Exatamente Ahtange. Essa discussão deixou de ser ou não acerca das opções sexuais e passou ao desrespeito. Sexualidade há de ser respeitada como qualquer outra escolha. O que não dá mais é para ficar usando o nome de Deus para lá e para cá!

    ResponderExcluir
  4. Carta aberta de Toni Reis.

    Esclarecedora:

    http://www.foradoarmario.net/2011/05/carta-aberta-de-toni-reis-presidente.html

    ResponderExcluir