terça-feira, 26 de abril de 2011

Você trabalha sob pressão?



Metas e resultados, ou você atinge ou não serve para a empresa! Dura realidade, as pessoas se sentem como números no seu dia-a-dia, pois se sua produção cair não há mais porque a empresa a manter em seu quadro.

As atividades devem ser realizadas de forma eficaz num curto espaço tempo, já que há um imediatismo em resolver as situações.

Trabalhar sob pressão significa capacidade de produzir de forma veloz e organizada, mantendo a qualidade do trabalho, além do equilíbrio emocional, ou seja, manter-se calmo e produtivo frente a um acumulo de tarefas a serem concluídas rapidamente. Para que os resultados possam ser alcançados, sempre há um supervisor para guiar, mas também cobrar pelo alcance das metas.

Quando alguém se sente muito pressionado pode ter dificuldades para produzir, ficando paralisado ou sem conseguir dar o seu melhor, é como se uma sensação de medo e incertezas tomassem conta do sujeito, o medo de não saber fazer, da demissão ou a própria cobrança é vivida como algo desconhecido, não sabendo como reagir frente às pressões. A exigência por resultados também tem seu lado positivo, fazendo com que busquem melhorar seu rendimento, através de qualificação e mudanças comportamentais, agindo de forma mais proativa, tirando-o de uma posição passiva.

Para lidar com as situações de pressão o ideal é não se apavorar como se não conseguisse dar conta deste desafio, pode ser olhado como uma oportunidade de melhorar em seu emprego e de mostrar do que se é capaz. Neste momento, os lideres tem o papel fundamental de apoiar o funcionário e dosar a cobrança, para que ela aja de forma positiva. Além disso, deve-se pensar sempre antes de agir, medindo as conseqüências das ações, para que não se crie outro problema.


Por Gisele Dala Lana.

Comente aqui ou no dihitt.

6 comentários:

  1. Amigo nunca passei por esta experiência, mas deve ser terrível para quem vivencia uma situação assim. Deve ser uma coisa de louco.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  2. acham que tu és uma máquina , sem emoções e sem sentimentos...que não mereces a felicidade..te tratam como se se não existesses, e quando pleiteia-as teu direito, te tratam mal, tentando te fazer entender que estás errado em defender o que é teu por direito...

    ResponderExcluir
  3. Ah! Tá ae uma coisa que não consigo fazer direito, trabalhar sob pressão. E mesmo tentando dar meu melhor não vai sair um bom serviço já que minha mente não vai estar completamente focada naquilo.

    Levi Ventura

    ResponderExcluir
  4. Está aí um assunto muito discutido, inclusive por quem jamais tirou o traseiro da cadeira para trabalhar.

    Você tocou num ponto muito importante: a dosagem da cobrança. Afinal, muitos são chefes e poucos são líderes. Saber dosar a cobrança é antes de tudo respeitar a pessoa, afinal, antes de sermos profissionais, somos seres humanos!

    Excelente texto!!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Muitas empresas estabelecem metas para poder atingir a um grande crescimento, não gosto desse ti pode meta também, prefiro as metas que você mesmo se coloca. Adoro metas no sentido de que colo em minha mente que vou atingir meu objetivo dentro de um prazo e batalho para atingir, mas isso quem determina sou eu... Por isso me tornei empreendedora e parceira da Polishop.
    Venha conhecer uma oportunidade fantástica de empreendimento..

    http://megagrana-cami.blogspot.com/

    ResponderExcluir